Arquivo da tag: música

Lançamentos (pelo menos pra mim) e tals

Padrão

Tentando ativamente diversificar os temas aqui abordados e ao mesmo tempo aguardando o aparecimento de uma nova ideia fantástica para um post,resolvi falar um pouco de recentes descobertas minhas no cinema(relato anterior)e na música.Isso é,se eu conseguir descobrir como faz para o vídeo aparecer aqui(preciso urgentemente aprender mais sobre internet e html,apanho demais do wordpress).Aviso logo que algumas músicas podem não ser tão novas e que o meu gosto musical é meio louco ás vezes.

O clipe me ganhou na primeira vez que eu vi pela fotografia(não achei em hd,uma pena).Depois fui reparar na história bonitinha,nos looks de ótimo gosto e na música simples mas com conteúdo(adoro).Não conheço a she wants revenge ainda,mas ouvi falar que o vídeo foi uma grande mudanca na sonoridade da banda.Averiguarei.

A fotografia,apesar de legal,não é o foco aqui.A história original e surpreendente é o negócio,além da influencia psicodélica sensível na música.Gostei tanto da miami horror que fui pesquisar e acabei baixando o cd(recomendo,achei muito inspirador,principalmente naqueles momentos nos quais você quer escrever alguma coisa mais nada sai ou quando precisa resolver uma apostila de momento e trabalho)

Adoro clipes no estilo quadrinhos e fiquei dias tentando loucamente fazer o assobio igual.Tá,eu admito que é uma música bem velha,mas eu só conheci agora,juntamente com toda a parte interessante do youtube a qual ela te leva,povoada de música indie e folk.Ah,o The Kooks fez um cover muito legal que pode ser encontrado aqui .

Nesse momento já deu pra perceber o quanto eu estou desligada dos lançamento e do mundo da música em geral e a maior parte desse post vai ser de músicas velhas que eu só descobri agora,mas vamos em frente.A música é super calminha e achei a letra linda.

Já começo dizendo que a minha avaliação desse clipe é tendenciosa,uma vez que eu sou fã da banda,da Taylor Momsem,de hard rock,de Gossip Girl e de todo o resto.A letra é pequena e meio repetitiva e qualquer um que já passou por uma fossa(quem nunca?)vai se identificar.

Algumas pessoas acharam patriotista(com relação aos EUA,claro),mas eu enxerguei o “wherever this flag is flown we take care of our own“como ele dizendo que lá é cada um por si porque o governo deixa todos a própria sorte.Não vou julgar a veracidade dessa interpretação,mas lembre-se que born in the USA era na verdade uma crítica ao governo e acabou virando refrão de campanha presidencial(assim como we take care of our own está numa playlist que o Obama divulgou para a sua campanha).Fora isso,eu só tenho a dizer que Bruce, você está ficando velho.

Bem,também sou fã de The Maine e gostei desse trabalho meio que não gostando.WTH?Eu senti um amadurecimento forte,mas eu amava o estilo anterior.Não me entenda mal,o que estou tentando dizer é que eu gostei sim desse clipe,mas que vou sentir muita falta de como eles eram antes.Bem,todos mudamos.

Deixa eu colocar essa por último antes que fique enorme o post.Adoro Train e a letra é tão apaixonante,me faz ficar cantando “Oh,I swear to you,I’ll be there for you,this is not a drive by,aaaa”no banho(tudo bem,ninguém precisava dessa informação).Além do que a história é legalzinha também,eu ficava torcendo pra ele conseguir a mulher de volta.

Já que fazer um post curto é uma esperanca perdida agora,E lançamentos sacais que todos gostaram,menos eu

Sério,não sei o que viram nessa mulher.Bonita?Tem outras muito mais e a cara de mosca morta inexpressiva não ajuda em nada.Voz?Porra,Adele esculacha ela(e a todos,mas tudo bem)com o pé nas costas.A única coisa de especial que eu vi nela foi essa boca descomunal com pinta de plástica. Fui checar os super sucessos da internet blue jeans e video games,só para não poderem dizer que julguei sem conhecer. Continuei na mesma.Achei chato,parado,todas se parecem e eu ficava esperando a música dar uma virada triunfal(o que,lógico,não aconteceu),porque não é possível que esse alvoroço todo seja por músicas tão chatas.É possível e concordo com a Anna do sooo-contagious que a única coisa pra ser elogiada aqui é a equipe de marketing da senhoria em questão.

Outra que eu achei chata.Deve ser só implicância,já que não conheço a banda e não tenho como justificar minha opinião.Bem,é melhor eu ir antes que eu comece a achar essas merdas de músicas (as 2 última,claro)boas de tanto ouvir(acontece muito comigo)e tenha que pagar minha língua.